Patxi Andión- Festivais de Verão 2017
Menu
A+ A A-

02 junho 2017

(Guardar no calendário)

Centro Cultural de Belém, Lisboa

É longa e funda a relação do célebre cantor espanhol Patxi Andión com o nosso país. Remonta a 1969 e passa pelo Zip Zip e pelo enorme José Carlos Ary dos Santos que traduziu algumas das suas canções e as entregou à voz de Tonicha.
Nestas visitas a Portugal, Patxi aprendeu a nossa língua, facto de que se orgulha, e conheceu José Afonso, o "amigo Zeca", como a ele se refere hoje. Nas canções de protesto de Zeca conheceu melhor o país que se ergueu contra a ditadura. Patxi travou conhecimento com José Afonso nos estúdios da Tóbis onde se gravava o histórico Zip Zip e no mesmo dia foi expulso do país pela PIDE que lhe condenava as amizades e certamente as palavras que traduziam as suas ideias de liberdade.
Esta história justifica o seu novo regresso a Portugal, no ano em que se assinalam três décadas sobre o desaparecimento de José Afonso. Patxi propõe-se reunir amigos, tantos dos quais foram próximos de Zeca Afonso, reunir canções aprendidas na discografia de Zeca Afonso, canções como "Venham mais cinco" ou "Traz Outro Amigo Também", tão importantes para a nossa história moderna, e celebrar a liberdade a partir dos palcos do CCB, da Casa da Música e de Évora, já no próximo mês de Junho. À obra de Zeca juntam-se, obviamente, os momentos mais celebrados da sua própria discografia, canções feitas do mesmo fervor: um amor imenso por uma liberdade total. Canções, como as de Zeca, que também carregam histórias, memórias e uma identidade de um povo.
Diz Patxi que estes concertos não pretendem ser uma homenagem, antes um reconhecimento: "há muito da vida e da obra de Zeca que vive em mim", garante Patxi Andión. Uma das maiores vozes de Espanha a cantar a obra de um dos maiores génios da canção portuguesa: não é possível pedir mais em ano tão especial.
Custo: 20 a 50 EUR
Concertos    |    Centro Cultural de Belém